Operação Carnaval Mais Seguro detém 413 pessoas no Estado

As polícias Civil e Militar realizam, desde meia-noite de sábado (15), a Operação Carnaval Mais Seguro, com o objetivo de reforçar a segurança da população durante todo o período de festa. Nos primeiros dois dias de folia, 64. 847 pessoas foram abordadas, sendo 265 presas, 21 adolescentes apreendidos e 127 procurados pela Justiça capturados.

Dentre as prisões, quatro colombianos, sendo três mulheres, foram detidos por policiais da ROCAM com 48 celulares furtados e roubados durante um bloco na avenida Brigadeiro Faria Lima, de domingo (16). A ocorrência foi encaminhada ao 14º DP.

Na Avenida Luis Carlos Berrini, no início da tarde, um policial civil interveio em uma tentativa de assalto. O caso foi registrado no 27ª DP.

Drones

No sábado (15), drones da PM flagraram dois suspeitos roubando pessoas em um bloco de rua em Pinheiros. A imagem foi repassada ao Copom, que acionou os policiais militares em patrulhamento pelo local. Dois suspeitos foram detidos e encaminhados ao 14º DP.

Com auxílio da equipe do Olho de Águia, os agentes de segurança do Estado também detiveram um homem de 21 anos e um adolescente de 16, que furtavam foliões durante um bloco na Praça da República, também neste sábado. Eles foram encaminhados ao 2º DP (Bom Retiro). Reconhecida pelas vítimas, a dupla permaneceu à disposição da Vara da Infância e da Justiça.

Em bloco na Barra Funda, durante monitoramento do Olho de Águia, a equipe policial localizou dois drones utilizados de maneira irregular, abaixo de 30 metros horizontais, colocando as pessoas em risco. Dois pilotos foram detidos ao 91º DP por não apresentarem documentação dos dispositivos completa.

Abordagens

Desde o início da operação, 45.017 veículos foram vistoriados, 24 armas e 59,9 kg de drogas apreendidas. Além disso, os policiais recuperar 69 veículos produtos de roubo ou furto.

A Operação Carnaval Mais Seguro de 2020 tem um esquema especial com uma média de 15 mil policiais civis e militares atuando diariamente em todo o estado de São Paulo. Também há reforço no número de viaturas e de aeronaves. São doze helicópteros Águia do Comando de Aviação da PM (CavPM) destacados para o patrulhamento diário, monitoramento em tempo real em locais de eventos por meio do Dronepol – em média, 50 drones por dia.

O Sistema Olho de Águia é utilizado no equipamento e nas aeronaves, transmitindo imagens ao Centro de Operações da PM (Copom) para que atitudes suspeitas sejam rapidamente identificadas.

Participam ainda da operação policiais militares do Choque, dos Policiamentos Rodoviário, Ambiental e de Trânsito e do Corpo de Bombeiros. O Canil da PM será utilizado para a detecção de drogas, por meio de cães farejadores.

Reforço

Os plantões nas unidades policiais foram reforçados para garantir agilidade no atendimento ao público. Além disso, o Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD) apoiará os trabalhos com a utilização do novo Sistema de Reconhecimento Facial. A ferramenta, inaugurada em janeiro, irá monitorar procurados pela Justiça e pessoas desaparecidas.

A Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC), por sua vez, trabalhará com uma média de 160 profissionais e manterá força tarefa, sobretudo, no litoral paulista, dando continuidade à Operação Verão.

Durante todo o período, o Centro Estadual de Gerenciamento do Carnaval Mais Seguro 2020, instalado no Centro de Operações Integradas (COI) da Capital, monitora as atividades. A Força-Tarefa será composta por todas as secretarias e órgãos públicos estaduais e da União.
Portal do governo

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Deixe uma resposta

© 2019 Diário São Carlos. Todos os direitos reservados.