Parque Ecológico de São Carlos reproduz mais uma espécie ameaçada de extinção

O Parque Ecológico de São Carlos “Dr. Antônio Teixeira Vianna” conseguiu a reprodução de mais uma espécie ameaçada de extinção, desta vez, um único filhote de Arara-militar nascido em zoológicos no país nos últimos anos. Uma vitória muito comemorada pelos funcionários do local, pois a equipe aguardava esse momento há 6 anos, ou seja, desde quando o casal chegou a São Carlos.

Nascido no final do ano passado, o filhote somente agora saiu do ninho, antes ficava escondido com os pais. A Arara-militar (Ara militaris) é um membro de tamanho médio da família arara. Apesar de ser considerado vulnerável como uma espécie selvagem, é um pássaro encontrado nas florestas do México e América do Sul.

De coloração predominantemente verde-oliva, com algumas rêmiges e supra-alares azul claro, distinguem-se pela fronte e a base das penas caudais, que são vermelhas. Possuem porte pequeno (70 cm), um pouco menor que a sua prima Arara-canindé, e vivem em bandos de 10 a 20 indivíduos. As penas de voo são azuis e a cauda vermelha com bordas azuis. O forte do bico grande é cinza escuro e da íris amarelo.

A Arara Militar inclui três subespécies: A. m. militaris, que ocorre na Colômbia, Venezuela, Equador e Peru; A. m. boliviana restrita a Bolívia e noroeste da Argentina e A. m. mexicana que possui três populações disjuntas no México. Vivem em bandos grandes e podem viver cerca de 50-60 anos em estado selvagem. Que muitas vezes pode ser ouvido muito antes de serem vistos.

O Parque Ecológico já está em contato com outras instituições que possuam esta espécie para estabelecer um grupo que possa melhorar o plantel da espécie sob cuidados humanos em Zoológicos.

O Parque Ecológico “Dr. Antônio Teixeira Vianna” está localizado na Estrada Municipal Guilherme Scatena, km 2. O Parque é aberto para visitação pública gratuita de terça-feira a sábado, das 8h às 16h30 e aos domingos, das 8h às 17h30, inclusive aos feriados.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Deixe uma resposta

© 2019 Diário São Carlos. Todos os direitos reservados.