São Carlos recebe 3050 doses da AstraZeneca/Oxford

vacina Oxford

São Carlos recebeu na tarde desta quarta-feira, dia 27 de janeiro, 3.050 doses da vacina AstraZeneca/Oxford, imunizante que também está sendo desenvolvido com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), porém as doses que estão sendo distribuídas agora fazem parte do lote fabricado pelo Instituto Serum, da Índia, com uso emergencial autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

As doses foram retiradas na Diretoria Regional de Saúde de Araraquara (DRS III) pela equipe da Vigilância Epidemiológica de São Carlos. Com escolta da Polícia da Militar as doses foram armazenadas na câmara fria do Departamento de Vigilância em Saúde, local onde também foram acondicionadas as vacinas Coronavac.

O imunizante produzido pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a Coronavac chegou no município no dia 21 de janeiro. No total foram recebidas 3.960 doses e 1.335 já foram aplicadas em profissionais da saúde de São Carlos.

“Iniciamos a vacinação semana passada com aplicação da Coronavac nos profissionais que trabalham na área de atendimento a COVID-19, ou seja, que atendem diretamente pacientes suspeitos ou infectados nos hospitais e unidades de pronto atendimento. Também vacinamos os profissionais do SAMU e do Centro de Triagem de Síndrome Gripal. Agora iniciamos a vacinação dos profissionais que atendem nas 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e nas 17 Unidades de Saúde da Família (USF’s), lembrando que algumas unidades possuem mais de uma equipe”, explica a diretora de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, ressaltando que as vacinas são aplicadas pelas equipes da Vigilância Epidemiológica e da Atenção Básica.

De acordo com a supervisora da Vigilância Epidemiológica, Kátia Spiller, todos os grupos serão vacinados. “Conforme o recebimento de mais doses iremos ampliando os grupos atendidos. Para aplicar a primeira dose em todos os nossos dos profissionais da saúde, aproximadamente 10 mil pessoas, ainda precisamos de outro lote com 3 mil vacinas. Quem recebeu a primeira dose da Coronavac, vai receber a segunda do mesmo laboratório, que já garantiu que tem doses suficientes para isso. No caso da Oxford também quem receber a primeira dose do laboratório AstraZeneca/Fiocruz, vai ter que receber a segunda dose do mesmo imunizante, porém como não temos a garantia quando chegam mais vacinas da Oxford, vamos usar somente a metade das doses, por enquanto. Como o intervalo dessa vacina entre a primeira e segunda doses é de 12 semanas, acreditamos que antes disso receberemos um comunicado oficial do Ministério da Saúde”.

Spiller também garantiu que assim que finalizar a vacinação do grupo da saúde, o município inicia a vacinação dos idosos das instituições de longa permanência, dos idosos acamados e dos com 75 anos ou mais. “Acreditamos que após o recebimento dos insumos por parte do Butantan e da Friocruz, essas etapas serão realizadas em um tempo menor”, acredita a supervisora.

A vacina AstraZeneca/Oxford, diferente da remessa da Coronavac, veio com 10 doses em cada frasco.

De acordo com o Plano Nacional e Estadual de Imunização, após a vacinação de pessoas com 75 ou mais, as etapas seguem com a aplicação das doses em pessoas entre 70 e 74 anos; 65 a 69 e de 60 a 64.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Deixe uma resposta

© 2019 Diário São Carlos. Todos os direitos reservados.